Vila das Artes


Vila das Artes


comentários  

       

Equipamento cultural vinculado a Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Fortaleza, a Vila das Artes está situada no antigo casarão da família Leite Barbosa Pinheiro, projetado em 1954 pelo arquiteto Jaime Vieira e localizado no centro da Cidade. Desapropriado em dezembro de 2005 pela Prefeitura, o casarão foi requalificado à luz de seu desenho original e abriga o primeiro, dos três Blocos previstos no projeto. Na Vila funcionam as Escolas Públicas de Audiovisual e Dança, o Núcleo de Produção Digital, a Biblioteca, a Videoteca, além de auditório, sala de leitura, ateliê, sala de dança e ilhas de edição. A Vila das Artes é espaço voltado para a formação, produção, pesquisa e difusão em artes. Hoje, oferece gratuitamente uma série de cursos, em diferentes formatos e que atendem a um público diverso. Mantém ainda atividades de apoio à produção artística com o empréstimo de salas e equipamentos.

Outra edificação que compõem a Vila das Artes é o histórico palacete do Barão de Camocim, construído em 1880, que abrigará outros espaços e atividades culturais.

Descrição das ações

Todas as atividades são gratuitas e acontecem na Vila das Artes.

Audiovisual

Realização em Audiovisual - Curso de extensão certificado pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Promove a inclusão intelectual acerca do pensamento sobre imagem no mundo contemporâneo e fomenta a exibição alternativa na cidade. A primeira seleção recebeu 612 inscrições, sendo selecionados 40 alunos. Visa a formação de 40 realizadores durante dois anos de curso. Ao longo do curso são realizados exercícios práticos em vídeo e teóricos, contando com professores como André Parente, João Luiz Vieira, Felipe Bragança, Hernani Heffner, Joel Pizzini, Karim Ainouz, Antônio Luís Mendes, Philippe Dubois, entre outros. A qualidade dessa formação já vem gerando visibilidade e reconhecimento. No 6º Edital Ceará de Cinema e Vídeo, da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará, dos 27 projetos aprovados no concurso, 06 foram de alunos do Curso de Extensão. E mais: dos 15 vídeos realizados pelos alunos como exercícios, 13 foram selecionados para festivais distintos em todo o País. Uma nova seleção acontece no segundo semestre de 2009.

Pontos de Corte - Curso de Formação de Agentes Culturais e Exibidores Independentes. O projeto capacita e apóia interessados em tornarem-se agentes culturais e exibidores de filmes e vídeos em espaços públicos dos bairros de Fortaleza como: praças, parques, escolas ou campos de futebol. Os alunos do curso de formação tornam-se assim cidadãos multiplicadores que levam às suas comunidades formas alternativas de ver filmes e através do cinema propõem reflexões sobre a arte, a cidade e a vida.

O projeto cria oportunidades de geração de renda e estímulo ao desenvolvimento local. O curso é oferecido a cada semestre para duas turmas. O Pontos de Corte já formou 90 alunos e 11 coletivos culturais atuam regularmente pela cidade com o apoio da Vila das Artes que empresta equipamento de projeção, cadeiras e colabora com a logística dos eventos.

Núcleo de Produção Digital Vila das Artes - Espaço que apóia a produção independente, promove a formação e o aprimoramento profissional e artístico para técnicos e realizadores audiovisuais. Também fomenta a produção audiovisual através do empréstimo de equipamentos e serviços, possibilitando a difusão das obras realizadas. O Núcleo de Produção Digital Vila das Artes (NPD) é um programa da Rede Olhar Brasil, mantido em parceria entre o Ministério da Cultura e a Prefeitura Municipal de Fortaleza.

Edital de pauta - Empréstimo de equipamentos para a realização de produções autorais em Fortaleza. Através do Edital, o NPD empresta equipamentos de iluminação, câmera e som.

Circulando Brasil - Projeto que faz o envio gratuito de filmes e vídeos cearenses para festivais e mostras em todo o País, dando visibilidade à produção local. Para participar é preciso fazer o cadastramento na Vila das Artes.

Cursos livres - Aperfeiçoamento profissional e capacitação técnica. Os cursos são oferecidos sem periodicidade certa. As aulas, através dos módulos, são ministradas por profissionais locais e de outras capitais do país como Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, permitindo assim um intercâmbio de linguagens e experiências.

Dança

Curso de Extensão Dança e Pensamento - Teve início em setembro de 2007 em parceria com a Universidade Federal do Ceará. Fomenta a reflexão e a construção do pensamento em torno da linguagem cênica, promovendo ainda o desenvolvimento de pesquisas teóricas, as quais contribuem para a percepção e o fortalecimento da dança em Fortaleza. O curso tem duração de 2 anos e conta com 43 alunos. Passaram pelas disciplinas pesquisadores como o filósofo português, José Gil, um dos maiores pensadores da contemporaneidade.

Aulas abertas - Este programa é constituído por módulos com duração de duas semanas que abordam diferentes técnicas da dança cênica. As aulas são ministradas mensalmente por professores locais com uma reconhecida atuação na área e também por profissionais de outros estados. São cursos, entre outros, de Balé Clássico, Dança Flamenca, Dança Contemporânea, Dança Popular Tradicional e Balé para homens.

Edital de ocupação da sala de dança Vila das Artes - Empréstimo da sala de dança para ensaio de companhias e realização de residências coreográficas. Contempla profissionais da dança.

Dançando na Escola - O programa propõe a implementação de processos formativos em dança em 20 (vinte) escolas municipais de ensino formal de Fortaleza e região metropolitana, promovendo a prática de iniciação em dança para estudantes entre 7 e 11 anos de idade. As escolas municipais serão adaptadas para oferecer aos alunos salas adequadas para a prática de dança. Serão contempladas pelo menos 1.200 crianças da rede pública.

Coordenação de Arte & Política - Tem como ação envolver o circuito de artes com o interesse público, potencializando reflexões e debates sobre política - arte - cidade.
Debates incalculáveis - Realizado uma vez por mês, é canal de diálogo sobre o que está sendo produzido pelo pensamento contemporâneo nas áreas artísticas. Já participaram pensadores como Cláudia Linhares Sanz, Eleonora Fabião, Leonel Brum, Maria Paula Sibilia, Maria Ester Maciel, Philippe Dubois e Armando Menicacci.

 





comments powered by Disqus

Vila das Artes

Equipamento cultural vinculado a Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Fortaleza, a Vi...


Casa de Juvenal Galeno

Fundada em 27 de setembro de 1919, é uma instituição mantida pela Secretaria...


Professor João Felipe

A primeira Estação de Fortaleza da Estrada de Ferro de Baturité, chamada de ...


Palácio do Comércio

Federação das Associações de Comércio e Industrias do Cear&aac...


Sobrado Dr. José Lourenço

Construído na segunda metade do século XIX, o Sobrado da Rua da Palma - hoje Rua Ma...


Museu do Ceará

O prédio que hoje abriga o Museu do Ceará teve sua construção iniciad...


Igreja do Rosário

Em 1730 um negro escravo africano tomou a iniciativa de erguer uma capelinha de taipa e palha no ...


Palácio de Luz

O Palácio da Luz a antiga sede do Governo de Estado foi construído no final do s&ea...


Igreja Nossa Senhora do Carmo

A Igreja do Carmo nasceu de uma simples capela no mesmo sítio onde hoje se ergue a Matriz,...


Instituto Histórico Geográfico e Antropológico do Ceará

Foi fundado em 04 de março de 1887, o Instituto Histórico Geográfico e Antro...


Associação dos Merceeiros

A Associação dos Merceeiros foi criada em 05 de abril de 1914 para proteger os pequ...


Theatro José de Alencar

Foi inaugurado oficialmente em 17 de junho de 1910 e apresenta arquitetura eclética, sala ...


Arquivo Público do Estado do Ceará

O Arquivo Público do Estado do Ceará foi criado em 6 de setembro de 1916, como &oa...


   
Fonte: Vila das Artes